Porque é que miúdos e graúdos adoram o Zmar? Fomos descobrir…

 

 

 

As mães deste blogue decidiram  dar uma pausa à criançada e para manter a sua sanidade mental  fizeram um retiro em família. Como o objetivo era descansar ao máximo a mente e cansar (muito) as nossas crianças, e como já tínhamos ouvido falar maravilhas do Zmar -Eco Experience decidimos experimentar  e lá estivemos durante  três dias non-stop.

Pessoalmente o conceito não me fascina, não sou de todo adepta do campismo e só de ouvir a palavra bungalow já fico nervosa. No entanto o bungalow de que falo está equipado com ar condicionado, tv, casa de banho privada e claro são confortos que o parque de campismo normal não tem.

Apesar de achar que o preço poderá em determinadas épocas estar desajustado em relação às comodidades oferecidas ( em alguns casos está ao nível (quanto ao preço) de um bom turismo rural no Alentejo), tenho de concordar que as crianças adoram e não há dinheiro que pague a sua felicidade.

O Zmar Eco Experience é um conceito ecológico  de eco turismo sustentável tendo já sido premiado internacionalmente. Está situado em pleno Alentejo e apenas a dez minutos da badalada praia da Zambujeira do Mar.

A herdade onde está situado tem uma Etar própria para reutilização das águas que são posteriormente utilizadas para a rega, tem painéis solares que fornecem energia e água quente aos bungalows e todo o design está programado para “ferir” o menos possível a paisagem e o ambiente.

No entanto o motivo pelo qual os miúdos adoram o Zmar é na verdade pelas infraestruturas que apresentam :

  • uma  piscina exterior em tamanho XXL que fará as delicias dos mais novos no verão
  • uma piscina interior que às horas certas nos surpreende com ondas do mar
  • os  slides e o enorme parque infantil de onde os miúdos não querem sair nunca
  • o espaço kids- onde fazem atelieres, atividades e aproveitam para brincar
  • o imenso espaço livre onde podem circular também livremente, a pé, de bicicleta ou de carrinho a pedais
  • uma quinta com animais que os miúdos podem visitar e alimentar, com póneis , burros, patos, ovelhas, vacas, e araras

O Zmar tem mesmo todos os ingredientes para a receita da felicidade de miúdos e graúdos.

 

 

Por cá ficámos rendidas ao conceito e percebemos porque tantos ” famosos” e “bloguers” adoram o Zmar .

Deixamos no entanto algumas dicas/sugestões :

  • o bungalow tem cozinha mas está equipada apenas com  dois tachos pelo que cozinhar para uma família pode ser complicado
  • existem poucas sombras na herdade, na zona dos bungalows e junto da piscina pelo que o calor tórrido do Verão Alentejano pode ser difícil de suportar ( só para pessoas que implicam o sol como eu )
  • Existe um pequeno mini-mercado dentro da herdade, mas na verdade só vimos bolachas e batatas fritas à venda por isso é melhor levar algumas  coisas já preparadas.
  • Alugam bicicletas e carrinhos a pedais mas os preços são caríssimos por isso se tiver oportunidade leve as suas próprias bicicletas.
  • As toalhas para as piscinas não são fornecidas pelo Zmar, tem de levar as suas próprias ou alugar (  dois euros cada toalha)
  • Não há limpeza diária dos bungalows e os lençois são trocados de quatro em quatro dias.

E pronto , apesar de tudo foram dias muito divertidos, os miúdos vieram cansados e renovados e as mães descansadas e renovadas…

 

 

A minha mais velha voltou hoje à escola e não me deixou tirar a pulseira do Zmar porque queria ter a prova para mostrar aos amigos que lá tinha estado, como se tivesse ido para muito longe, um pais de diversão chamado Zmar ….

Sofia Franco

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s